quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Desassossego



“Por delicadeza, perdi minha vida”
(Rimbaud)

Receita de prazer sem esperança:
Só tomar café com muito açúcar
Usar sal para estancar lembranças
E o coração...? Parou essa manhã.


(The Beatles - And I Love Her )
(Arte: Picasso - O Beijo 1904)

19 comentários:

  1. O açúcar acalma.O café excita.
    O sal estanca. Absorve a cica.
    É prazer sem esperança
    hipertensa combinação?

    Se parou na dúvida, esse ponto
    de exílio entre dois passos
    da circulação,
    apenas faz pausa mínima o coração.
    Ou não?


    Inspirada receita químico-simbólica da ação desses vilões da vida moderna.

    Sempre prazeroso vir aqui. Beijo.

    ResponderExcluir
  2. isso cheira longe...

    essa receita embalada por beatles tem sabor extremo, minha pólen de flor.

    beijo com açucar e com afeto!

    (li tomando um cafezinho)

    observaçãozinha: o mago é danado e tem bom gosto.

    ResponderExcluir
  3. Será que esse coração parou por desesperança?
    Ou por envenenamento?
    Topas uma autópsia, Pólen?
    Beijo grande, menina da ilha.

    ResponderExcluir
  4. de furar a garfo os olhos!


    beijos te seguindo!

    ResponderExcluir
  5. o meu voltou a bater há pouco tempo...

    ResponderExcluir
  6. ola
    adorei seu blog e estou te seguindo
    me faça uma visita e me siga:
    www.amorimortall.blogspot.com
    vou adorar que sejamos amigas
    beijkos

    ResponderExcluir
  7. ei, doce amiga,
    o prazer e a esperança são sinónimos, não antónimos. revê o receituário, porque o livro de pantagruel que consultaste (ou te impuseram) tem erros que se inscrevem muito para lá da ortografia. digo-to sem pejo, pois há muito aprendi a cozinhar :)
    é tão bom estar de volta aqui!
    um beijinho com imensa ternura!

    ResponderExcluir
  8. E ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
    deixas viver sobre a pele uma criança de lume
    e na fria lava da noite ensinas ao corpo
    a paciência o amor o abandono das palavras
    o silêncio
    e a difícil arte da melancolia

    (Al Berto)

    A difícil arte da Des-Esperança em intermináveis dias de espera por algo que nunca mais virá....Como ofício. Sacrifício. Oferta.

    beijos,beijos....

    ResponderExcluir
  9. Acho que sem esperança, a iminência da morte torna o prazer uma verdadeira explosão, não achas Marquinho? Então, que os pedaços (mortos, porém felizes) se espalhem por todo canto.

    Quando chegas aqui é sempre motivo de alegria, e se chegas assim com poesia... A festa é tamanha!!!

    Beijinhos, querido...

    ResponderExcluir
  10. Aproveitei o clima da visita do Paul pra ouvir com todo mundo essa musica que gosto tanto, Cris.
    Minha flor, minha flora... Vamos tomar um cafezinho juntas qualquer dia, né?!

    Beijos com pólen e cafeína!

    ResponderExcluir
  11. É só marcar, Paulo Jorge! Acho que o resultado será um curioso empate rsrs.

    Beijinhos, meu amigo!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Carla!!!

    Adorei o comentário... De tatuar as retinas!!!

    Seja bem-vinda!!!

    beijos...

    ResponderExcluir
  13. Saudade, Rafael!!!

    Tua visita deixa o pólen espalhado de alegria.

    Um beijo!!!

    ResponderExcluir
  14. Espero que continue batento de agora em diante, sempre, Fernand's. Tem coisa melhor?!?!

    Beijinhos, linda...

    ResponderExcluir
  15. Sendo assim, não vamos nos reprimir!!!
    Certo, Insana!?

    Delícia você aqui sempre, querida!!!

    ResponderExcluir
  16. Vou visitar sim, Giza!!!

    Seja muito bem vinda e espero que nos encontremos mais vezes, tanto aqui quanto lá.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  17. Será que são sinônimos mesmo, Jorginho?!
    Tenho a impressão que em relação a certos sabores ou morremos com eles ou vivemos sem eles.
    Não há equilíbrio desejável.

    Beijos doces e salgados pra ti!!!

    ResponderExcluir